Conhece o Bullet Journal? Vem com a gente!

Já ouviu falar do Bullet Journal? Criado pelo designer americano, Ryder Carrol, o método busca “rastrear o passado, organizar o presente e se preparar para o futuro”, lema do próprio criador. A ideia desse diário é voltar a usar o velho caderninho para montar planejamentos e registrar ideias e coisas a fazer. O legal dessa agenda é que você pode usar a sua criatividade e customizar usando canetas coloridas, marcadores, o que quiser (tem várias inspirações no Pinterest), mas o que importa mesmo é inserir informações com os ícones criados pelo Carrol ao lado de cada uma. Quer aprender como fazer? Vem que a gente ajuda!

Escolha um caderno

Você pode comprar um Bujo, que é o caderno oficial criado pelo designer (tem no Amazon), ou escolher qualquer um de sua preferência. É que seja pequeno, para que seja fácil de levar com você no dia a dia, e sem pauta.

Anote a legenda

Antes de cada informação como entregar relatório, almoço com os amigos, marcar dentista (qualquer tarefa, compromisso ou lembrete que tenha para o dia), você deve colocar um símbolo. Para não esquecer, veja a legenda:

  • Bolinha para compromissos
  • Caixinha de “check” para tarefas
  • Hífen para informações importantes.
  • Asterisco para o que for prioridade
  • Ponto de exclamação para aquilo que você tem que prestar atenção.

Nas tarefas, há interações como: um ✔️ de “check” quando ela for concluída, uma flecha para a direita quando ela tiver sido adiada /realocada e um X quando for cancelada.

Existem outros ícones e outras formas de interação (tanto quanto você quiser), mas o básico está aí em cima.

 

As páginas

Agora siga esta ordem para organizar as páginas do seu jornal.

1ª Folha - Índice: aqui você deve montar o sumário, que é a divisão do seu bullet journal e suas páginas correspondentes. O ideal é que ela vá sendo preenchida durante o uso do journal, de acordo com a configuração das páginas restantes.

2ª Folha – Calendário Mensal: na primeira página (à esquerda) coloca-se o nome do mês e seus dias em formato de lista. Ao lado das datas importantes você adiciona compromissos ou datas comemorativas. Na segunda folha (à direita) são anotadas as tarefas a serem concluídas naquele mês utilizando o sistema de legenda já descrito anteriormente.

3ª Folha – Calendário Diário: nestas páginas, é necessário colocar o nome mais a data do mês vigente e listar o que precisa ser realizado naquele dia específico.

Pronto, agora é só começar! Seguindo o método do Ryder que descrevemos aqui você não precisa de mais de meia hora para montar o caderninho inteiro, é fácil assim! Então capriche na customização e divirta-se!

 

Um resumo completo para ajudar na construção do seu Bullet Journal: